Defesa Civil registra mortes e danos no Rio Grande do Sul causados por temporal.

Boletim extraordinário da Defesa Civil do Rio Grande do Sul, divulgado na manhã desta quinta-feira (8), confirma mortes e danos materiais após novo temporal que atingiu o estado, com chuva e vento forte, desde a noite de quarta (7).

A morte mais recente confirmada é a de um adolescente de 17 anos em Liberato Salzano, na Região Norte. Segundo a Defesa Civil, ele foi atingido por um raio.

Em Caxias do Sul, na Serra, uma idosa de 79 anos morreu na localidade de Vila Oliva. Aproximadamente 100 residências foram atingidas pela chuva e pelo vento. O Hospital Pompeia ainda informou que recebeu pelo menos quatro feridos para atendimento. O estado de saúde não foi divulgado.

Em Porto Alegre, uma casa desabou após deslizamento de terra em razão do avanço da água de um arroio. A Defesa Civil municipal chegou a confirmar uma morte, mas a estadual diz que, oficialmente, há uma pessoa desaparecida e uma outra resgatada com vida.

Na capital gaúcha, em um período de 12 horas choveu 75 milímetros, o que corresponde à metade do previsto para o mês inteiro.

 Retroescavadeira auxilia na limpeza da Rua da Represa, onde ocorreu o desabamento (Foto: Ramiro Rosário/PMPA/Divulgação)

Danos e queda de energia elétrica

Ainda de acordo com a Defesa Civil, o trânsito entre Gramado e Canela, na Serra, foi interrompido por queda de postes e árvores.

A Rota do Sol, RST-453, no quilômetro 63, foi interrompida dos dois lados devido ao grande volume de chuva e danos na pista.

O município de Guaporé informou à Defesa Civil que os fortes ventos e a incidência de granizo contribuíram para enxurradas que desalojaram 15 famílias. A prefeitura pretende decretar situação de emergência.

Em Veranópolis, desmoronamentos de terra e destelhamentos de residências foram constatados. Vias urbanas estão interrompidas por quedas de postes. O Corpo de Bombeiros local registra mais de 200 chamados.

O temporal deixou mais de 185 mil clientes sem luz. Do total, 150 mil clientes são da área de cobertura da RGE. Conforme a concessionária, a área mais atingida é a Serra.

A Defesa Civil segue em estado de alerta. Para informações ou pedido de auxílio, ligações podem ser feitas pelo telefone 199.

Veranópolis, na serra gaúcha, está entre as cidades mais atingidas pelo granizo  (Foto: Valdemar Barbieri/Arquivo pessoal )

Fonte: g1.com.br