Sobe para quatro o número de presos suspeitos pelo desaparecimento de comerciante.

Um dos presos é o dono da fazenda em Dorândia onde o comerciante criava bois

Barra do Piraí – Policiais civis  da 88º DFP (Barra do Piraí) já prenderam quatro pessoas suspeitas pelo desaparecimento do comerciante Cláudio da Silva Figueiredo, de 57 anos, morador no bairro Jardim Amália. Um deles é Eduardo Gustavo Costa, proprietário  da Fazenda Monte Verde, em Dorândia, distrito barrense, onde  o comerciante foi visto pela última vez no dia 21 de outubro de 2016.

Segundo as investigações policiais, os  dois teriam discutido por causa dos bois do comerciante que estavam na fazenda de Eduardo.   Cláudio, antes de sair da propriedade rural , em sua caminhonete, avisou que voltaria no mesmo dia com um reboque para pegar os animais.

Também está preso o administrador da fazenda , Odair José Viana Moreira. Outro que estaria envolvido no desaparecimento é Geraldo Rodrigues  Correa Filho, que foi detido  em Volta Redonda.

Já  Eduardo Pinto está preso desde novembro do ano passado. Segundo a polícia, coube a ele a missão de desaparecer com a caminhonete, encontrada  três dias após o desaparecimento do comerciante totalmente queimada numa estrada, no distrito de Floriano, em Barra Mansa.

As investigações continuam sendo realizadas pelo delegado titular Marcelo Maia. Cláudio continua  sumido.

 

Fonte: diariodovale.com.br