JOVEM QUE COMERCIALIZAVA RECEITUÁRIOS E ATESTADOS MÉDICOS FALSOS É PRESO EM VR

Gostou? Compartilhe!
Foto: Polícia Civil

Um jovem de 21 anos foi preso na noite desta terça-feira (7), em Volta Redonda, por comercializar receituários e atestados médicos falsos das prefeituras de Resende, Barra Mansa e Piraí.

Segundo a Polícia Civil, ele operava de forma clandestina, sem qualquer registro ou autorização para a emissão dos documentos. O suspeito ainda utilizava carimbos de médicos e falsificava a assinatura dos mesmos.

Após investigações, os agentes localizaram e prenderam o jovem em um shopping de Volta Redonda. Ainda de acordo com a Polícia Civil, ele fazia do local “um verdadeiro consultório médico, onde conversava e fornecia os documentos falsificados”.

O jovem confessou aos policiais que confeccionou os modelos de receituários e atestados da prefeitura de Piraí. Em relação aos documentos da prefeitura de Barra Mansa, o suspeito disse que os achou em uma rua e, assim, passou a utilizá-los.

A Polícia Civil apreendeu uma grande quantidade de atestados e receituários médicos, alguns já preenchidos e assinados e muitos em brancos, já carimbados.

Também foi recolhido um jaleco branco com identificações do Hospital de Emergência de Resende e um caderno com informações de medicamentos e códigos médicos.

O jovem será encaminhado para o sistema penitenciário, onde ficará à disposição da Justiça.

Uma investigação está em andamento para identificar outros possíveis envolvidos no esquema de falsificação, bem como pessoas que se beneficiaram do esquema.

Procuradas pelo Jornalismo da Real FM, as prefeituras de Resende e Barra Mansa ainda não se pronunciaram sobre o assunto.

Já a administração municipal de Piraí disse que a Secretaria de Saúde tomou conhecimento do caso e está “conduzindo uma apuração interna rigorosa para esclarecer todas as circunstâncias envolvidas nesse lamentável ocorrido”.

Além disso, ressaltou que “medidas estão sendo tomadas para coibir qualquer prática ilícita e garantir a integridade e autenticidade dos documentos emitidos” pela instituição.

Outras notícias que você vai gostar.
plugins premium WordPress