Homem é preso por agredir companheira dentro de um ônibus de turismo na Via Dutra em Barra Mansa

Publicado em 21/11/2022 Por volta dás 16h de sábado, 19, equipe da 7ª DEL PRF de serviço no posto PRF de Floriano, em Barra Mansa, recebeu denúncia de passageiro de um ônibus da Viação Águia Branca que estaria muito alterado, agredindo tanto verbalmente quanto fisicamente uma mulher q estava sentada ao seu lado, ameaçando-a de morte, falando q estaria armado. Foi montada uma blitz no km 293 da Dutra, no posto PRF de Floriano, tendo a equipe DELTA da 7ª DEL PRF abordado o referido ônibus. No momento da abordagem o motorista informou q havia sido contactado pela empresa informando q estava havendo problemas entre um casal q estava na parte de cima do veículo, pois se trata de um ônibus double (dois andares). Quando os policiais adentraram o veículo e se aproximaram do casal a mulher de 33 anos estava em prantos e afirmando q havia sido agredida pelo passageiro q estava ao seu lado, q era seu companheiro, q ela já havia sido agredida por ele outras vezes, q já tinha feito registro por agressão, Lei Maria da Penha contra o indivíduo, q ele já havia tentado matá-la outra vez, mostrando marcas de agressões passadas pelo corpo e marcas de agressões q tinha sofrido dentro do ônibus, como escoriações, inchaços e hematomas nos braços pernas e rosto; informando q o indivíduo de 35 anos quebrou o seu celular, apresentando o aparelho destruído, e também atingindo seu rosto com o aparelho. A equipe, após revista pessoal no indivíduo, retirou o casal do veículo, realizando revista também na bagagem dos dois. O indivíduo negou q havia agredido a mulher, mas, confessou q havia quebrado o celular dela por ter ficado nervoso com um vídeo q havia visto no aparelho, q era usuário de maconha, q havia feito uso de drogas e álcool antes de entrar no ônibus, q teria antecedentea criminais, já havia sido preso por assalto, em consulta aos sistemas disponíveis foram confirmados antecedentes criminais p/ o indivíduo, inclusive por tráfico de drogas. Os passageiros do ônibus confirmaram as agressões sofridas pela mulher, mas, nenhum quis ser testemunha na ocorrência. Devido às lesões recentes visíveis sofridas pela vítima, foi constatado o crime de lesão corporal com base na Lei Maria da Penha (Lei 11.340/06), sendo dada voz de prisão ao agressor e a ocorrência encaminhada p/ a 90ª DP – BARRA MANSA p/ as medidas legais cabíveis. A vítima foi encaminhada à Santa Casa de Barra Mansa p/ receber os devidos cuidados médicos e depois ao IML p/ exame de corpo de delito.

Adolescente agredida pelo pai recebe ajuda da Patrulha Escolar de Volta Redonda

Publicado em 17/08/2022 – 09:24 A Patrulha Escolar da Guarda Municipal de Volta Redonda atendeu nesta segunda-feira (15), a ocorrência de uma agressão sofrida por uma estudante de 12 anos. O caso ocorreu em um anexo da Escola Municipal Jiulio Caruso, que fica no bairro São Cristóvão, onde a vítima é aluna. Uma moradora viu quando um homem dava socos nas costas, na cabeça e puxava o cabelo da garota e decidiu filmar com um aparelho celular. Ela levou as imagens até à diretora da unidade de ensino, que acionou a Patrulha. Com a chegada dos guardas municipais De Souza e Carolina, a aluna foi chamada e, mesmo muito abalada pelo ocorrido, confirmou o fato praticado por seu próprio pai. Os agentes encaminharam a aluna e a direção da escola para o Conselho Tutelar, onde a adolescente afirmou já ter sido agredida outras vezes por ele. Já a senhora que flagrou a agressão aceitou ser levada à Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), onde fez o Registro de Ocorrência (RO) sobre o caso. O Conselho Tutelar posteriormente oficializou a representação na Deam contra o autor e pai da menor de idade, solicitando medida protetiva em favor da adolescente, que posteriormente deverá ir para acolhimento institucional ou residência de familiares. “Mais uma vez, a Patrulha Escolar fez um trabalho de excelência, conseguindo envolver os órgãos pertinentes para apurar o caso e tomar as providências necessárias. Não existe segurança pública sem a participação da sociedade. A coragem da senhora que filmou e denunciou o fato é para ser aplaudida, pois pode ter evitado uma tragédia ainda maior”, enalteceu o secretário Municipal de Ordem Pública, tenente-coronel Luiz Henrique Monteiro Barbosa.  

plugins premium WordPress