Hemonúcleo de Volta Redonda busca por doadores com tipo sanguíneo O positivo

Publicado em 11/10/2022 – 14h O Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda, que funciona no Hospital São João Batista (HSJB), busca por doadores com tipo sanguíneo O positivo. Porém, qualquer tipo de sangue é bem-vindo. Os negativos também são fundamentais, pois podem ser usados no paciente negativo e no positivo. A captação de doadores é feita de segunda a sexta-feira das 7h às 13h. Antes da coleta, todos passam por triagem clínica. Pode doar qualquer pessoa com idade entre 16 e 69 anos, sendo que os menores de 16 e 17 anos precisam da autorização dos pais ou responsáveis. É necessário estar em boas condições de saúde; e aguardar dois dias se foi vacinado contra a Covid-19 com a vacina CoronaVac, e sete dias se foi vacinado contra a Covid-19 com outro imunizante. Déficit de doadores O Núcleo de Hemoterapia registrou em setembro passado 402 coletas entre 493 doadores triados, e o número de transfusões solicitadas ficou em 478. O déficit entre a quantidade de bolsas de sangue coletadas na unidade e a necessidade dos seis hospitais aos quais atende é uma constante. Em 2022, apenas no mês de maio o número de doações (452 coletas) superou a de transfusões, que ficou em 387. Por esse motivo, o coordenador técnico do Núcleo de Hemoterapia, o médico hematologista Luiz Gonzaga Lula de Oliveira Lima, reforça a importância das campanhas de doação. O Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda atende o próprio Hospital São João Batista (HSJB), onde funciona, o Hospital Municipal Dr. Munir Rafful (HMMR), no Retiro, o Hospital Municipal Dr. Nelson Gonçalves (antigo Cais Aterrado), além de um hospital privado no município. E ainda fornece hemocomponentes para unidades em outros dois municípios.

Hemonúcleo de Barra Mansa está com estoque em nível crítico

Publicado em 13/09/2022 – 9:30 O Hemonúcleo de Barra Mansa está precisando de todos os tipos sanguíneos, em especial: A-, B -, AB- e O -. A unidade faz um apelo para a população doar e ajudar a repor o estoque que se encontra em estado crítico. As doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h, na Rua Pinto Ribeiro, n° 205, anexo à Santa Casa de Misericórdia, no Centro. De acordo com a coordenadora do Hemonúcleo, Thaís Mendes, o número de voluntários no último mês foi abaixo do esperado. “Estamos sofrendo com a falta de doadores à unidade. Normalmente em períodos de frio ocorre uma baixa, mas no mês passado o número de doações foi a menor que atendemos no ano”, explicou Thaís, acrescentando: “É por isso que precisamos do apoio da população para repor o estoque de sangue. Quero fazer um convite para quem nunca doou: conheça a nossa unidade e será muito bem-vindo”, ressaltou. Para doar é necessário ter entre 16 e 69 anos. Para o idoso, a primeira doação deve ser feita até 59 anos, 11 meses e 29 dias. Menores de idade só podem doar mediante autorização dos responsáveis. Deve estar com saúde em dia, pesar no mínimo 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica no mínimo 12 horas antes da doação. Caso tenha feito tatuagem, a pessoa deve aguardar seis meses após a realização da mesma. O Hemonúcleo fica na Rua Pinto Ribeiro, n° 205, anexo à Santa Casa de Misericórdia. Quem for doar pode estacionar no pátio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, na Rua Oscar da Silva Marins, n° 155. Ambos ficam no centro da cidade.

Hemonúcleo de Volta Redonda bate recorde de doações do ano em agosto

Publicado em 05/09/2022 – 10:30 O Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda, que funciona no Hospital São João Batista (HSJB), coletou 481 bolsas de sangue no mês de agosto. O número é o maior registrado em 2022 na unidade. E se comparado com 2021, o último mês só perde para dezembro, quando 497 bolsas foram coletadas. O coordenador técnico do Núcleo de Hemoterapia, o médico hematologista Luiz Gonzaga Lula de Oliveira Lima, acredita que o aumento no número de doações se deve às campanhas como a “Universitário Sangue Bom”, que teve edição em agosto, em comemoração ao Mês da Juventude. “Em julho tivemos uma ação da Polícia Federal. A colaboração de qualquer instituição é muito bem-vinda”, falou Lula. As campanhas também incentivam as pessoas a doar sangue regularmente. A doação pode ser feita periodicamente, os homens podem doar com um intervalo de dois meses, e as mulheres precisam de um intervalo de três meses entre as doações. “E qualquer tipo de sangue é bem-vindo, os negativos são fundamentais, pois podem ser usados no paciente negativo e no positivo”, reforçou o coordenador. O Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda atende o próprio Hospital São João Batista (HSJB), onde funciona, tendo a unidade como seu principal cliente, por ser o maior hospital público do Sul Fluminense. Também atende o Hospital Municipal Dr. Munir Rafful (HMMR), no Retiro, o Hospital Nelson dos Santos Gonçalves (antigo Cais Aterrado), além de um hospital privado no município. E ainda fornece hemocomponentes para unidades em outros dois municípios. “Temos que manter o número alto na coleta, pois o número de transfusões quase sempre supera o de doações. Em agosto foram 481 bolsas coletadas contra 592 transfusões. O número de doações só foi maior que o de transfusões em novembro de 2021 e maio de 2022, se considerarmos os dois últimos anos”, disse o médico. Como doar? A captação de doadores é feita das 7h às 13h, de segunda a sexta-feira. Antes da coleta, todos passam por triagem clínica. E após o procedimento, a equipe separa os hemocomponentes (hemácias, plasma e plaquetas). Requisitos para ser doador Pessoas entre 16 e 69 anos (menores com 16 e 17 anos precisam da autorização dos pais ou responsáveis); Estar em boas condições de saúde (quem apresentar febre, gripe ou outras infecções não deve doar sangue); Aguardar dois dias se foi vacinado contra a Covid-19 com a vacina CoronaVac; Aguardar sete dias se foi vacinado contra a Covid-19 com outro imunizante.

Universitários de Volta Redonda se mobilizam em campanha de doação de sangue

Publicado em 30/08/2022 – 10h A Coordenadoria da Juventude de Volta Redonda (CoordJuv-VR), em parceria com as associações atléticas, diretórios acadêmicos e centros acadêmicos das faculdades da cidade, está promovendo uma campanha de doação de sangue no Núcleo de Hemoterapia de Volta Redonda, localizado no Hospital São João Batista (HSJB). A campanha “Universitário Sangue Bom” faz parte da programação do Mês da Juventude no município, teve início nesta segunda-feira, dia 29, e será realizada durante todo o mês de setembro. Segundo a coordenadora da Juventude, Larissa Garcez, a campanha foi pensada como forma de ajudar a aumentar o estoque do Banco de Sangue de Volta Redonda. “O intuito do projeto é promover a doação de sangue com apoio dos jovens universitários da nossa cidade, principalmente neste período em que o Hemonúcleo de Volta Redonda tanto tem precisado de doações. Neste momento, precisamos muito desta corrente do bem e sermos parceiros dos coletivos que já fazem trabalhos tão bacanas para a sociedade. Doar sangue é um processo fácil, rápido, seguro e solidário”, disse. Para ajudar os universitários a se locomoverem até o Hemonúcleo, a CoordJuv-VR firmou uma parceria com a Guarda Municipal de Volta Redonda que apoiará o projeto auxiliando com o transporte, saindo de pontos de encontros determinados. Com isso, será possível realizar a campanha de acordo com o calendário estabelecido pelo Banco de Sangue, com data e horário marcados. “Se você é morador de Volta Redonda, mas faz faculdade em outro município, também poderá participar. Basta entrar em contato iremos passar todas as informações. E se você faz faculdade aqui, mas está na sua cidade de origem, poderá doar no seu município e participar da nossa campanha também. Faça contato que lhe ajudaremos a encontrar o Hemonúcleo mais próximo”, destacou Larissa. Na próxima segunda-feira, dia 5 de setembro, a campanha de doação de sangue da Coordenadoria da Juventude será ampliada com os “Estudantes Sangue Bom”, que contará com a participação dos alunos das escolas públicas e privadas de Volta Redonda. Quem tiver interesse em participar das ações pode entrar em contato pelo WhatsApp da Coordenadoria da Juventude: (24) 99290-3212. Bom exemplo O coordenador técnico do Núcleo de Hemoterapia, o médico hematologista Luiz Gonzaga Lula de Oliveira Lima, destacou a importância deste tipo de campanha envolvendo os jovens, já que menos de 2% da população realiza a doação de sangue, deixando o Brasil entre os últimos países no ranking mundial de doadores. “Os países com maior número de doadores são aqueles que trabalham sobre a conscientização deste ato tão importante desde a fase escolar. Os adolescentes se tornam adultos doadores de sangue sem mesmo precisar de campanha. A Coordenadoria da Juventude e todos os jovens estão de parabéns. Esta campanha irá ajudar a salvar muitas vidas”, afirmou Lula, ressaltando ainda que o Hemonúcleo, juntamente com a Coordenadoria da Juventude, realiza periodicamente conversas e palestras nas escolas sobre a importância da doação de sangue. Requisitos para ser doador – Pessoas entre 16 e 69 anos (menores de 16 e 17 anos precisam da autorização dos pais ou responsáveis); – Estar em boas condições de saúde (quem apresentar febre, gripe ou outras infecções não deve doar sangue); -Aguardar dois dias se foi vacinado contra a Covid-19 com a vacina CoronaVac; -Aguardar sete dias se foi vacinado contra a Covid-19 com outro imunizante; -Aguardar seis meses após ter feito tatuagem ou colocado piercing.

Hemonúcleo de Barra Mansa precisa aumentar estoque de sangue

Publicado em 25/08/2022 – 10:30 O Hemonúcleo de Barra Mansa está precisando de doações de todos os tipos sanguíneos, em especial os tipos AB negativo e B negativo. As doações estão muito abaixo das médias para essa época do ano, com queda de cerca de 60% nas contribuições. O Hemonúcleo está trabalhando com estoque semanal sanguíneo e preocupa a Coordenadora da entidade, Thaís Mendes. “Todos os grupos são bem-vindos, principalmente o O negativo que supre a falta de todos os outros. Estamos precisando de doação para não passarmos aperto daqui a uns 15, 20 dias”, declarou. Para doar: Quem quiser contribuir deve ter entre 16 e 69 anos. Os idosos que desejam doar pela primeira vez devem realizar a doação até os 59 anos, 11 meses e 29 dias. Menores de idade só conseguem contribuir com a autorização dos responsáveis. Todos precisam estar com a saúde em dia, pesar pelo menos 50 quilos, não terem ingerido bebidas alcoólicas no mínimo 12 horas antes da doação e em caso de tatuagens, as doações só podem ser realizadas após seis meses da produção da mesma. O Hemonúcleo fica na Rua Pinto Ribeiro, n° 205, anexo à Santa Casa de Misericórdia. Quem for doar pode estacionar no pátio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, na Rua Oscar da Silva Marins, n° 155. Ambos ficam no centro da cidade.

plugins premium WordPress