Policial Rodoviário Federal que trabalhava em Resende morre em tentativa de assalto no Rio de Janeiro

Publicado em 28/10/2022 – 9:27 O agente da PRF, Bruno Vanzan Nunes, de 41 anos, foi morto por bandidos, na tarde desta quinta-feira, 27, quando passava pela Transolímpica, na altura da Vila Militar, na zona oeste do Rio de Janeiro. De acordo com as informações divulgadas pela Polícia Militar, ele sofreu uma tentativa de assalto com o carro em movimento, houve troca de tiros  e o corpo dele foi encontrado na avenida que passa embaixo do viaduto. Uma das hipóteses é de que ele tenha tentado fugir pulando a mureta que divide as pistas e como estava ferido, não teve forças pra chegar no outro lado. O carro dele ficou na pista. A polícia encontrou muitas marcas de tiros e capsulas espalhadas pelo chão. Bruno estava há 18 anos na Polícia Rodoviária Federal. Ele foi o primeiro colocado no concurso de 2003. Morava no Rio, mas trabalhava na delegacia da PRF de Resende. Ele deixa mulher e dois filhos. A PRF divulgou uma nota de pesar, destacando o desempenho do agente em suas funções e prestando solidariedade à família. Câmeras de monitoramento flagraram os bandidos em fuga atirando de dentro do carro em direção a Vila Kennedy. A polícia fez uma operação com apoio de dois helicópteros na localidade para tentar localizar os assassinos. Em nota, nesta sexta-feira, a PRF informou que encontrou o veículo usado na fuga abandonado. Ainda ontem à noite, o Disque Denúncia recebeu a informação de que um outro carro usado no crime estava sendo incendiado por cerca de 10 bandidos armados com fuzis. Policiais foram em direção à comunidade do Chapadão e foram recebidos a tiros por cerca de 30 criminosos. As equipes chegaram a apreender dois menores com duas pistolas e drogas e um outro foi morto na troca de tiros. Os dois declararam que pertenciam ao tráfico de drogas local e estavam de “plantão”. Com a morte do PRF Bruno sobe para 45 o número de agentes de segurança mortos em ações violentas no Rio de Janeiro, em 2022. O Disque Denúncia pede que a população contribua com informações sobre os envolvidos na morte de Bruno. Denuncie: • Central de atendimento: (021) – 2253 1177 ou 0300-253-1177 • WhatsApp: (021) – 99973 1177 • Aplicativo: Disque Denúncia RJ O anonimato é garantido. O velório terá início no sábado, 28, às 14:00h, na capela 5 e o sepultamento ocorrerá no Cemitério Jardim da Saudade de Sulacap, no dia 28/10, às 16:30h.

plugins premium WordPress